Classificação Portuguesa das Profissões

Publicado em 14-06-2019

No âmbito da valorização profissional a ATARP - Associação Portuguesa dos Técnicos de Radiologia, Radioterapia e Medicina Nuclear esteve, no dia 12 de junho, reunida no Instituto Nacional de Estatística com o objetivo de discutir o assunto Classificação Portuguesa das Profissões (CPP).

Este documento, que data de 2010, foi emanado da International Standard Classification of Occupations de 2008, a ISCO 08, no entanto revela-se já bastante desatualizado face à evolução de conhecimentos, capacidades e competências, e à própria evolução tecnológica sempre rápida nas áreas de exercício que a ATARP representa.

Relembramos que a CPP, versão de 2010, coloca os Técnicos de Medicina Nuclear, de Radiologia e de Radioterapia no Grande Grupo 3 – Técnicos e Profissionais de nível intermédio – o que não reflete o elevado grau de diferenciação e autonomia dos profissionais que a ATARP representa.

Na reunião foi elogiada a proatividade da ATARP neste assunto, no entanto também fomos alertados para alguns pontos, que passamos a expor:

- Classificações nacionais (neste caso a CPP) não poderão adulterar a hierarquia constante da ISCO;

- A CPP tem como principal fio condutor a análise estatística e não de valorização de umas profissões em detrimento de outras;

- Existe já um grupo de trabalho internacional criado para uma nova versão da ISCO, formado em 2015, que, no entanto, não conseguirá por força de questões logísticas apresentar, na melhor das hipóteses, resultados antes de 2023;

- Existe de facto a noção que algumas profissões (nomeadamente as que a ATARP representa) que estão codificadas erroneamente no Grande Grupo 3 e não no Grande Grupo 2 – Especialistas das atividades intelectuais e científicas;

- Foi bem aceite a disponibilidade da ATARP para colaborar numa futura caraterização das profissões que representa.

 

A ATARP continuará a acompanhar este processo, e a trabalhar nesta e em outras frentes, de forma a defender e valorizar os profissionais que representa, tendo em mente que num passado recente se conseguiu uma alteração do nível na ESCO - European Skills, Competences, Qualifications and Occupations – do Grande Grupo 3 para o Grande Grupo 2.

 

A Direção da ATARP

Classificação Portuguesa das Profissões

voltar